Sobre mim

Eu na Ornitologia

Sou o Mário Lopes e vou fazer uma pequena descrição do meu caminho na Ornitologia.

Tudo começou há uns anos atrás quando ainda era um rapaz, com a ajuda de meu Pai.

Alguns anos depois, ao ver uma exposição de aves, senti-me motivado a filiar-me num clube ornitológico e a apostar na melhoria da qualidade nas aves de meu plantel.

Sorte na vida, porque nem tudo são azares, encontrei uma pessoa que ficou a ser um grande amigo (Celso Ribeiro) a quem ficarei para sempre agradecido pela ajuda, conhecimento e amizade.

Depois de alguns anos a criar canários de porte e depois de ter sido medalhado num Campeonato do Mundo, resolvi numa etapa da minha vida, fazer uma paragem na ornitologia.

Para minha tristeza constatei que afinal os amigos não eram amigos pois, eu já não tinha canários!

Como aprendemos com os acontecimentos do dia a dia, esta foi mais uma lição de vida. Ainda bem que assim foi porque os amigos que ficaram foram poucos, mesmo muito poucos, mas ficaram os amigos de verdade.

Alguns anos depois, como a paixão pela ornitologia é muito grande, voltei, mas voltei decidido a não criar canários de porte. As aves não têm culpa da ganância e da falta de moral de algumas pessoas na Ornitologia.

Penso desta maneira porque a ornitologia para mim é paixão e o meu passatempo para o pouco tempo livre que consiga ter na minha vida.

O meu regresso levou-me a criar canários de canto da raça Malinois, decisão da qual estou muito satisfeito.

Vou partilhar uma frase de um amigo que infelizmente já não se encontra entre nós: “Os Campeões não nascem Campeões, Fazem-se.”

E para aqueles que querem a Ornitologia não só para criar aves também digo:
AMIZADE NÃO SE GANHA, CONQUISTA-SE.

Seguidores

Com tecnologia do Blogger.
domingo, 27 de março de 2011

Alimentação

Sementes germinadas.


Coloco de molho doze horas em água com vinagre de sidra e algumas gotas de lixívia normal. Vou passando por água limpa de manhã e no final do dia, porque é o tempo que tenho disponível, até começar as sementes a germinar. Antes de dar às aves a quantidade que vou utilizar coloco de molho com a mesma solução, mais ou menos quinze minutos, depois passo por água limpa e fica pronto para dar.






Verduras.


As verduras que costumo dar são couves-de-bruxelas, espinafres, a que mais gosto de dar e acho melhor é a couve-galega e broculos.











Frutas.


Laranja dou quando separo os filhotes e principalmente na muda da pena, a plumagem fica mais bonita.

Maçã dou várias vezes mas principalmente quando os filhotes saltam do ninho, porque é mais macia.

Vale a pena meditar

Ocorreu um erro neste dispositivo

Etiquetas

Autor das fotografias

As fotografias são da autoria da minha filha, ANA LOPES.